Conquiste público - Storytelling

Atualizado: 23 de abr.

Storytelling é uma "ferramenta de marketing", uma estratégia. Em inglês. "Story" significa história e "telling", contar. A arte de contar histórias usando técnicas aplicadas por roteiristas e escritores para encantar o público, criando engajamento e audiência. Por mais que você cria ideias brilhantes, seu conteúdo pode não ter o retorno merecido. Pois não usou a ferramenta certa para chamar atenção do seu público. Com uma audiência composta por engajamento fraco, vazio ou pouco clientes. Quais são as técnicas aplicadas nesta "ferramenta"? Personagem, ambiente, conflito e uma mensagem. Não crie boas histórias, nem a melhor história você deve criar um conteúdo espetacular para envolver os leitores (Seguidores) e encanta-lo, torna-los parte da história e se sentirem identificados com o protagonista. Sofrendo com ele e derrubando os obstáculos, movido pela esperança de superar o conflito (desafio) e vibrando quando isso ocorre. Vejam um exemplo de Storytelling:

Esta na foto acima, é o Cleber, ele como você tem desafios e pode ser exemplo de uma história, esta foto foi tirada no momento que ele estava contente em receber aprovação de um cliente que ele criou todo material de marketing para este cliente (empresa) poder viajar para Houston (Texas) e apresentarem suas soluções. Foi desafiador, pois ele teve apenas 20 dias para elaborar todo o projeto, desde seu entendimento até as estratégias de convencimento para que o website esteja perfeito para uma boa apresentação, ele teve que criar também o material de mídia offline e se conectar ao novo website para que tudo esteja alinhado e padronizado. Veio mais desafios, pois ele precisava dar atenção redobrada aos amigos, família, feriados indesejados onde teve que ficar em produção para cumprimento do projeto, teve que elaborar ideias para a equipe que atua remotamente desde 2020. E ainda sobrar tempo para projetos sociais que ele mesmo buscou para sua formação pessoal e humana. Passou mais de 10h por dia em uma cadeira, passando até a cuidado de projetos na madrugada, para que tudo estivesse dentro do prazo, sabendo que é um risco ao passar do tempo comum de trabalho, pois quantidade não é qualidade, ele tomou as devidas providências para evitar que se estresse com sua família e amigos, então ele fez o que mais gosta, jogar vídeo game, brincar com seus filhos e se comunicar nas redes sociais. Há ele curte League of Legends que foi recomendo por um amigo, quando ele está cansado ele se recuperar jogando, acredita?

Então veio a tão esperar hora, a entrega final do projeto. Seguindo então os procedimentos da empresa para elaboração final dos trabalhos, ele ainda teve tempo de fazer umas amostras e um vídeo de introdução como presente para este empresa, que por sinal podemos então cita-la em nosso site pois foi autorizado pelo CEO. Conheça o resultado desta saga aqui: www.1nature.com.br

A mensagem que o Cleber passa para todos é que todo desafio é válido desde que tenhamos uma vida tranquila e equilibrada, pois tudo feito com alegria e glória rega resultados expressivos. - Curtiram este exemplo? É uma história real e recente. Que utilizamos como exemplo para sua inspiração.

1. Mensagem

É comum separarmos o storytelling em duas partes:

  1. story: a história e a mensagem a serem transmitidas;

  2. telling: a forma como essa mensagem é apresentada.

Caso a mensagem seja forte, é possível que ela surta efeito mesmo com um telling fraco. Mas, caso ela seja fraca, dificilmente você conseguirá salvar o seu conteúdo com técnicas para contá-la.

A ideia passada é o que pode transformar e marcar a vida das pessoas.

Textos, histórias e palestras que deixam a audiência entusiasmada momentaneamente existem aos montes, mas conteúdos que marcam de verdade e fazem com que você continue lembrando deles são escassos.

Esses são os que conseguem conciliar as duas partes do storytelling, ao trabalhar bem os próximos três elementos com a mensagem.

2. Ambiente

Simplesmente porque os eventos precisam acontecer em algum lugar, tê-lo bem descrito facilita que o público embarque na jornada.

3. Personagem

O personagem é quem percorre toda a jornada e sofre uma transformação que leva à transmissão da mensagem.

Mas, para passar por essa transformação, ele deve superar o próximo elemento:

4. Conflito

O principal fator que deixa a audiência interessada na história é o conflito: o desafio que surge para o personagem a fim de motivá-lo a percorrer toda a jornada.

Um conflito muito simples não desperta interesse, pois não gera identificação. Afinal, conquistas muito fáceis não costumam ser valorizadas.

Ele deve ser mais elaborado e também não pode ser facilmente superado. Nesse caso, teríamos uma história romantizada, que pode até despertar emoções, mas dificilmente gera identificação. Muitos de vocês já passaram por inúmeros desafios e sei que é possível criar conteúdos inspiradores e cativantes. Boa sorte!

9 visualizações0 comentário